top of page
Buscar
  • Foto do escritorGrupo Bahia & Associados

A EVOLUÇÃO DIGITAL CHEGA AO REGISTRO DE PONTO DO COLABORADOR

Já é fato incontestável o uso da tecnologia digital para o controle do ponto dos colaboradores. O que antes era ação que demandava tempo para essa marcação e também para o posterior apontamento e fechamento de dados, hoje, tem a possibilidade de ocorrer de forma mais ágil, precisa, e com sensível redução de custos atrelado ao tempo que seria despendido, independentemente da localização do colaborador.


Essas evoluções tem lastro quanto ao seu uso, inclusive, nas recentes alterações de normas legais aplicáveis a questão, como a reforma trabalhista, que abordou a atividade laboral na modalidade de home office, assim como indicou a possibilidade  de horários diferenciados para jornadas laborais, e tratou da obrigatoriedade de marcação de ponto  para, no início, empresas com mais de 10 colaboradores celetistas, e agora, mais de 20 deles.


Essas questões demonstram cada vez mais, a necessidade de adaptar as legislações as evoluções tecnológicas de forma a, preservando a veracidade do dado na sua captação, processamento e armazenamento, termos redução de tempo e custos nas operações.

Apesar desses pontos positivos, atenções devem ser direcionadas ao que podemos chamar  de mudança de costumes. Recentemente tivemos conhecimento de questão na qual o colaborador questionou a aplicação da geolocalização através dessa tecnologia digital de controle de ponto. O questionamento teve base na alegação que a prática é abusiva voltada “ao controle dos passos  do empregado”.


Sem entrar no mérito de ser o equipamento de controle de ponto e da localização de propriedade da empresa estando em uso pelo colaborador, ou, ser a atividade do colaborador sabidamente exercida em campo, ou, ter a empresa o direito a esse monitoramento considerando a divulgação prévia do controle aos funcionários passiveis do mesmo, o fato é a mudança de comportamento que a evolução digital pode trazer ao mundo corporativo e a sociedade. Nós estamos preparados para ela?

4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

REFORMA TRIBUTÁRIA

Temos realizado comentários quanto a questão relacionada a proposta original da reforma tributária de não aumento de carga tributária, e as análises atuais, que indicam, essa proposta não será cumprid

VAREJO

As vendas no varejo cresceram em abril, mas com crescimento abaixo do esperado. Apesar disso houve, também, a identificação  de busca ao alcance da meta considerando o aquecimento do mercado de trabal

Comments


bottom of page