Buscar
  • Grupo Bahia & Associados

A GERAÇÃO DE EMPREGOS

Dados divulgados pelo Ministério da Economia indicam que o Brasil terminou o ano de 2020 com saldo positivo na geração de empregos. Porém, apesar desse saldo positivo não houve suficiência para repor o montante de empregos perdidos durante o período de pandemia no mesmo ano.


Os dados indicam que a geração de empregos com carteira assinada foi da ordem de 142.690 postos de trabalho, isso em uma análise liquida da situação, ou seja, analisando o montante de contratações e o montante de demissões.


O numero positivo tem influencia pela geração de vagas nos primeiros meses de 2020, considerando que entre o início da pandemia até o mês de junho/2020 houve a eliminação de 1,6 milhão de postos de trabalho.


O segundo semestre de 2020 apresentou um fôlego com as empresas contratando, sendo essa identificação até o mês de novembro, pois o mês seguinte (dezembro) já tivemos a identificaçãoocorrencia de cortes de vagas.


Assim, mesmo em momento de economia oscilante e crise mundial de saúde relacionada ao corona vírus, os números locais relacionados a geração de empregos trazem um alento.


Vamos torcer para 2021 ter recuperação rápida e sustentável com aditivos como o início da vacinação e o alinhamento de discursos políticos causando menos incerteza aos investidores e empreendedores, resultando em estabilidade econômica e geração de postos de trabalho. O País merece!

7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

CUIDADOS QUE AS EMPRESAS DEVEM TER PARA 2022

Segue matéria do Grupo Bahia Associados, publicado no Site Contábeis, comentando e apontando cuidados que as empresas devem ter em 2022 para manter um bom planejamento econômico e financeiro de suas o

DISPOSIÇÕES DA LEGISLAÇÃO TRABALHISTA

Em nossos informativos de 11, 16 e 29 de novembro de 2021 tratamos do Decreto de numero 10854/21 que teve como proposta trazer novas disposições a legislação trabalhista. Uma dessas alterações relacio

INFLAÇÃO ACIMA DA META

As justificativas do Banco Central para o encerramento de 2021 com a inflação em 10,06%, ou seja, acima da meta que era de 3,75% com tolerância de 1,5 ponto percentual, esta relacionada aos preços das