top of page
Buscar
  • Foto do escritorGrupo Bahia & Associados

A GERAÇÃO DE EMPREGOS

Dados divulgados pelo Ministério da Economia indicam que o Brasil terminou o ano de 2020 com saldo positivo na geração de empregos. Porém, apesar desse saldo positivo não houve suficiência para repor o montante de empregos perdidos durante o período de pandemia no mesmo ano.


Os dados indicam que a geração de empregos com carteira assinada foi da ordem de 142.690 postos de trabalho, isso em uma análise liquida da situação, ou seja, analisando o montante de contratações e o montante de demissões.


O numero positivo tem influencia pela geração de vagas nos primeiros meses de 2020, considerando que entre o início da pandemia até o mês de junho/2020 houve a eliminação de 1,6 milhão de postos de trabalho.


O segundo semestre de 2020 apresentou um fôlego com as empresas contratando, sendo essa identificação até o mês de novembro, pois o mês seguinte (dezembro) já tivemos a identificaçãoocorrencia de cortes de vagas.


Assim, mesmo em momento de economia oscilante e crise mundial de saúde relacionada ao corona vírus, os números locais relacionados a geração de empregos trazem um alento.


Vamos torcer para 2021 ter recuperação rápida e sustentável com aditivos como o início da vacinação e o alinhamento de discursos políticos causando menos incerteza aos investidores e empreendedores, resultando em estabilidade econômica e geração de postos de trabalho. O País merece!

11 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

A NOVELA DA DESONERAÇÃO

Com efeitos imediatos, o  ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Cristiano Zanin, atendeu a solicitação  do governo e do Congresso Nacional, suspendendo  por 60 dias a liminar que havia derrubado

PREÇO DE TRANSFERENCIA

Questão interessante chegou ao Judiciário. Uma empresa de São Paulo, obteve liminar na Justiça Federal, para não aplicar em suas operações, as novas regras de preço de transferência (transfer price).

Comments


bottom of page