Buscar
  • Grupo Bahia & Associados

ACORDO AUTOMOTIVO BRASIL E MÉXICO

Brasil e México estudam a possibilidade de retomar acordo de livre comércio para o setor automotivo.

Ate 2012  tínhamos essa condição comercial entre os dois países, mas com a forte entrada de produtos mexicanos,  o Brasil para manter a competitividade da indústria local, propôs a política de cotas.  Essa política que deveria ser utilizada até 2015 foi prorrogada até 2019.

Atualmente o índice de conteúdo local de 40% para automóveis e autopeças, base para o comércio livre entre os dois países,  causa problemas para atendimento pelo México pois sua indústria tem índice mais elevado de integração com  a indústria mundial.

O que se discute, agora, é a possibilidade de diminuição desse índice de conteúdo local para que o mesmo transite entre 10% e 25%.

Compondo esse estudo, esta também, a analise dos dois  Acordos de Complementação Econômica (ACE) de números 53 (trata do comércio bilateral nos casos que especifica), e 55 (trata do setor automotivo) de forma que eles possam estar contemplados em um mesmo acordo.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

INOVAR NA GESTÃO É FUNDAMENTAL PARA AS EMPRESAS.

A matéria do GRUPO BAHIA ASSOCIADOS sobre a necessidade das empresas inovarem a sua gestão traz pontos interessantes de reflexão sobre a dinâmica que a situação econômica atual exige dos administrador

INOVAR NA GESTÃO É FUNDAMENTAL PARA AS EMPRESAS

Atualmente é fundamental que as empresas busquem uma gestão inovadora para se manterem na vanguarda dos setores em que atuam. Em nossos contatos com o mercado, identificamos que as maiores dificuldad