Buscar
  • Grupo Bahia & Associados

AFASTAMENTO DAS GESTANTES

As determinações da Lei de número 14151/2021, referentes ao afastamento das gestantes de suas atividades laborais durante o período de pandemia, com pagamento integral de suas remunerações pelos empregadores, estão sendo alvo de questionamentos na esfera judicial.


O TRF – Tribunal Regional Federal da 4ª Região, se manifestou sobre o tema, em posicionamento favorável a duas empresas, quanto a elas repassarem a conta desses afastamentos ao INSS.


Decisões nesse sentido dão conta de que o INSS deve ser o responsável por esse afastamento, pagando o salário maternidade a gestante, ou, de que a remuneração paga pelo empregador a gestante, durante o período de afastamento de que trata a Lei de número 14151/2021, seja enquadrada como salário maternidade, sendo o montante deduzido pelo empregador, do valor a recolher, referente a contribuição previdenciária patronal.

17 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Tema sensível para as empresas que realizam operações de comércio exterior tem relação com o preço de transferência. O envolvimento da questão não é somente de ordem fiscal e tributária, mas também,

Tema sensível para as empresas que realizam operações de comércio exterior tem relação com o preço de transferência. O envolvimento da questão não é somente de ordem fiscal e tributária, mas também,