Buscar
  • Grupo Bahia & Associados

APROPRIAÇÃO INDÉBITA DO ICMS

O fato de cobrar ICMS como parte integrante de preço de mercadoria e não recolher o mesmo aos cofres públicos foi considerado crime de apropriação indébita tributária, em recente julgamento realizado pelo STJ _Superior Tribunal de Justiça.

A decisão é um alerta para as empresas, assim como para seus gestores, administradores, sócios e proprietários que discutem administrativamente ou judicialmente essa questão, ou seja, a cobrança pelo Estado, de ICMS utilizado como componente de preço de mercadoria, sem que ocorra o repasse do mesmo aos cofres públicos.

Ponto de vista contrário a esse posicionamento tem interpretação quanto ao fato da ausência de recolhimento do imposto cobrado no preço e regularmente declarado como devido, ser classificado como uma “inadimplência fiscal”, passível de correção, inclusive por parcelamento concedido pelo órgão fiscalizador.

De qualquer forma é importante que as empresas estejam atentas sobre o tema que pode trazer desdobramentos as suas operações, e grau de atenção aos seus gestores.

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

POSSIBILIDADE DE UM NOVO REFIS

Discute-se no Legislativo Federal, a proposta de um novo programa de refinanciamento de dívidas tributárias (REFIS). A proposta original é do Senado que sugere uma graduação para a concessão do refin

PRESERVAÇÃO DOS BENEFÍCIOS DA LEI DE INFORMÁTICA

Em marco/2021 o Congresso promulgou a PEC (Proposta de Emenda a Constituição) de numero 186/2019 que permitiu ao Governo, pagar, em 2021 o auxilio emergencial no montante de R$ 44 bilhões focando os m