top of page
Buscar
  • Foto do escritorGrupo Bahia & Associados

ATUALIZAÇÕES NA ECF _ TRANSFER PRICE

Tivemos uma atualização no leiaute da ECF (leiaute 7 – atualização dezembro/2020), sendo a mesma trazida pelo Ato Declaratório Executivo Cofis de número 86/2020.


Basicamente as atualizações são referentes a transfer price, e buscam detalhar as informações que fazem parte dos registros X300 (exportação – entrada de divisas), e X320 (importação – saída de divisas).


Os ajustes tem a proposta detalhar informação sobre as ações destinadas a minimizar os efeitos quando da comparação de valores para o cálculo do transfer price. Para o registro X320 os ajustes deverão ser informados em novas disposições que fazem parte do registro X325, basicamente as possibilidades de ajustes a serem realizadas, entre outras, são referentes a prazo de pagamento, quantidades negociadas, custos de intermediação, muito utilizadas no método PIC (Preço Independente Comparado), mas não atreladas somente a esse método, sendo de uso amplo, dentro das determinações da Instrução Normativa RFB de numero 1312/2012, quando a minimizar efeitos de comparação de preço por alguma condição específica de negociação.


Para o registro X300 os ajustes deverão ser informados em novas disposições que fazem parte do registro X305 com o mesmo objetivo de minimizar impactos comerciais por acordos específicas de determinadas operações quando se faz comparação de valores para o calculo do transfer price. Na exportação o uso mais direto dessas comparações, mas não exclusivo, está atrelado ao método PECEX (Preço sob Cotação na Exportação), detalhado na mesma instrução Normativa RFB de número 1312/2012.

36 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

A NOVELA DA DESONERAÇÃO

Com efeitos imediatos, o  ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Cristiano Zanin, atendeu a solicitação  do governo e do Congresso Nacional, suspendendo  por 60 dias a liminar que havia derrubado

PREÇO DE TRANSFERENCIA

Questão interessante chegou ao Judiciário. Uma empresa de São Paulo, obteve liminar na Justiça Federal, para não aplicar em suas operações, as novas regras de preço de transferência (transfer price).

Comments


bottom of page