Buscar
  • Grupo Bahia & Associados

AUMENTO DO DEFICIT PRIMÁRIO

O déficit primário do Governo federal, em setembro/2020, foi de R$ 76,2 bilhões. Houve um grande aumento das despesas, mas claramente justificáveis pelos esforços direcionados a conter os efeitos da pandemia do corona vírus.


O interessante de se observar é que deste montante, R$ 33,7 bilhões, não tiveram destinação efetiva, ou seja, ainda não foram utilizados. O montante não utilizado até o final do ano ajuda na melhora do resultado primário voltando para o caixa.


No período de janeiro a setembro de 2020 o déficit é de R$ 677 bilhões o que também indica um aumento grande de despesas, mas para um exercício totalmente atípico em termos de gastos públicos como está sendo 2020.


Mesmo com o déficit apontado em setembro, seu numero foi melhor do que o esperado pela média de variação dos meses anteriores, o que pode ser interpretado como um ponto positivo, indicando o fim da crise econômica e a retomada da economia com esforços em busca do equilíbrio das contas públicas.

7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

A REFORMA DO IMPOSTO DE RENDA

É natural que ao se pensar em uma reforma, os pontos básicos da mesma sejam de combate as injustiças, e de aumento a efetividade no atendimento a quem depende das premissas envolvidas na mesma (refor

AS DIFICULDADES PARA A TOMADA DE DECISÃO

Não esta sendo fácil para os executivos das empresas, a tomada de decisão sobre investimentos, ampliação de negócios, e exploração de novos mercados, isso considerando o cenário de crise institucional

DRAWBACK

O Superior Tribunal de Justiça – STJ, decidiu que a multa de mora para as empresas que perderam o benefício do drawback, deve ser aplicada, considerando o encerramento do prazo dos pagamentos dos impo