top of page
Buscar
  • Foto do escritorGrupo Bahia & Associados

AUMENTO DO DEFICIT PRIMÁRIO

O déficit primário do Governo federal, em setembro/2020, foi de R$ 76,2 bilhões. Houve um grande aumento das despesas, mas claramente justificáveis pelos esforços direcionados a conter os efeitos da pandemia do corona vírus.


O interessante de se observar é que deste montante, R$ 33,7 bilhões, não tiveram destinação efetiva, ou seja, ainda não foram utilizados. O montante não utilizado até o final do ano ajuda na melhora do resultado primário voltando para o caixa.


No período de janeiro a setembro de 2020 o déficit é de R$ 677 bilhões o que também indica um aumento grande de despesas, mas para um exercício totalmente atípico em termos de gastos públicos como está sendo 2020.


Mesmo com o déficit apontado em setembro, seu numero foi melhor do que o esperado pela média de variação dos meses anteriores, o que pode ser interpretado como um ponto positivo, indicando o fim da crise econômica e a retomada da economia com esforços em busca do equilíbrio das contas públicas.

10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

DOLAR

Dólar à vista indica aumento de 2,4% durante a semana, e isso, tem suporte  nas indefinições sobre os juros nos EUA, tensões no Oriente Médio, e incertezas sobre a evolução da dívida pública local. On

IMPOSTO DE RENDA DA PESSOA FÍSICA

Senado aprovou o  Projeto de Lei que leva a isenção do Imposto de Renda da Pessoa Física, para quem tem renda de até R$ 2.824,00 ao mês. Na primeira quinzena de março/24 o Projeto foi aprovado na Câma

Comments


bottom of page