Buscar
  • Grupo Bahia & Associados

BASE DE CÁLCULO CONTRIBUIÇÃO PREVIDENCIÁRIA

Solução de Consulta nº 17/19 da Coordenação Geral de Tributação (COSIT) esclareceu que na relação laboral classificada como trabalho intermitente (período por hora, diário ou mensal), no que se refere ao calculo de contribuições previdenciárias, deve-se incluir na base para esse cálculo os valores referentes a férias e seu adicional.

A Solução de Consulta cita que a natureza remuneratória das férias vincula as mesmas aos serviços prestados, sendo por isso base para calculo da contribuição. Já as férias não concedidas (verbas com características de multa pela não concessão), tem natureza indenizatória e ai não devem compor a base para calculo da contribuição.

Quanto ao adicional de férias (terço de férias) O STJ – Superior Tribunal de Justiça, entende que o mesmo, também, apresenta natureza indenizatória, logo não deveria fazer parte do calculo da contribuição previdenciária, mas a Procuradoria Geral da Fazenda Nacional – PGFN, mantém posicionamento quanto a inclusão, aguardando manifestação do STF – Supremo Tribunal Federal, a respeito do tema.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

CUIDADOS QUE AS EMPRESAS DEVEM TER PARA 2022

Segue matéria do Grupo Bahia Associados, publicado no Site Contábeis, comentando e apontando cuidados que as empresas devem ter em 2022 para manter um bom planejamento econômico e financeiro de suas o

DISPOSIÇÕES DA LEGISLAÇÃO TRABALHISTA

Em nossos informativos de 11, 16 e 29 de novembro de 2021 tratamos do Decreto de numero 10854/21 que teve como proposta trazer novas disposições a legislação trabalhista. Uma dessas alterações relacio

INFLAÇÃO ACIMA DA META

As justificativas do Banco Central para o encerramento de 2021 com a inflação em 10,06%, ou seja, acima da meta que era de 3,75% com tolerância de 1,5 ponto percentual, esta relacionada aos preços das