Buscar
  • Grupo Bahia & Associados

CRESCIMENTO DA ARRECADAÇÃO FEDERAL

O posicionamento do Ministro da Economia é de que “...o Brasil esta em uma vigorosa retomada do crescimento econômico.....” . A base para essa afirmação é o melhor resultado em termos de arrecadação de tributos federais, para o período (primeiro semestre), considerando a série histórica que teve início em 1995, mas com padronização somente em 2000. Esse resultado chegou a R$ 896,8 bilhões de arrecadação.


O resultado apresentado pela Receita Federal indica crescimento der 24% em comparação ao mesmo período do ano anterior, e 6,1% em relação a 2019, considerando ser 2019, período que antedeu a pandemia.


No mesmo resultado temos como indicadores para esse excepcional desempenho a boa condição da produção industrial, o incremento de atividades no setor de comércio exterior suportado na valorização do real perante o dólar.


Entre os tributos que mais se destacaram nessa boa avaliação temos o PIS, a COFINS, o IRPJ, a CSLL, e as chamadas receitas previdenciárias, essas ultimas atreladas ao crescimento do mercado formal de trabalho, que ainda não significa diminuição acentuada do desemprego.

10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Tema sensível para as empresas que realizam operações de comércio exterior tem relação com o preço de transferência. O envolvimento da questão não é somente de ordem fiscal e tributária, mas também,

Tema sensível para as empresas que realizam operações de comércio exterior tem relação com o preço de transferência. O envolvimento da questão não é somente de ordem fiscal e tributária, mas também,