top of page
Buscar
  • Foto do escritorGrupo Bahia & Associados

DEDUÇÃO NO IRPJ E NA CSLL

A Instrução Normativa SRFB de número 93/1997, que trata da apuração do IRPJ e da CSLL, prevê em seu artigo 31, a dedutibilidade sem limite, das retiradas dos sócios, diretores ou administradores, titular de empresa individual e conselheiros fiscais e consultivos, desde que os referidos valores estejam escriturados em custos ou despesas operacionais e correspondam a remuneração mensal e fixa por prestação de serviços. Interessante notar a questão relacionada ao termo “sem limite”, mas fazendo referência a remuneração “mensal e fixa”, o que traz o entendimento da Receita Federal quanto a vincular a dedutibilidade em casos onde se aplicam essa abordagem, as condicionais citadas no artigo 31 na Instrução Normativa mencionada, ou seja, dedutibilidade para as remunerações “mensais e fixas”.


Recentemente o STJ – Superior Tribunal de Justiça, decidiu que a dedução em questão pode ocorrer para administrações e conselheiros referente ao total de pagamentos por eles recebidos nesse suporte às empresas, e não somente aqueles relacionados aos valores fixos e mensais.

16 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

MAIS SOBRE A REFORMA TRIBUTÁRIA

A conclusão a que se está chegando, quanto a proposta de alocar produtos a cesta básica nacional, produtos esses que terão alíquota zero do IVA (CBS + IBS), e principalmente, com foco na carne, é que

INFLAÇÃO

As projeções de inflação para 2024 e 2025, revistas pelo Ministério da Fazenda, indicam aumento de percentuais. Para 2024 a estimativa era de 3,7% e agora é de 3,9%, e para 2025 a estimativa era de 3,

SINAL POSITIVO NA ECONOMIA

A informação do Ministro da Fazenda, de que haverá, em termos orçamentários, com vistas a atender  o arcabouço fiscal, o bloqueio de R$ 11,2 bilhões, e o contingenciamento de R$ 3,8 bilhões do orçamen

Comments


bottom of page