Buscar
  • Grupo Bahia & Associados

E-Social – Nova alteração de Data

A Resolução do Comitê Diretivo do eSocial nº 02 datado de 30/08/2016 com publicação no  dia seguinte trouxe novo cronograma para implantação do e Social.

As novas datas são as seguintes:

  • 01/01/2018 para os empregadores e contribuintes com faturamento no ano de 2016 acima de R$ 78 M (setenta e oito milhões de reais);

  • 01/07/2018 para os demais empregadores e contribuintes.

Informações de eventos relacionados  a saúde e segurança do trabalhador (SST) estão dispensadas de informações nos primeiros seis meses da entrega do e Social.

Até 01/07/2017 haverá a disponibilização ao ambiente de produção para que as empresas possam participar do  aperfeiçoamento do sistema.

Quanto as microempresas, empresas de pequeno porte, microempreendedor individual com empregado, segurado especial e pequeno produtor rural pessoa física, os tratamentos diferenciado, simplificado e favorecido, a eles relacionados, serão definidos em atos específicos do Comitê Diretivo do eSocial.

Essa prorrogação foi mais um atendimento às empresas que necessitam realizar revisões e adaptações em seus sistemas relacionados a controles e apontamentos de naturezas trabalhista e previdenciária. A prorrogação não deve ser motivo para a retirada do projeto da meta de execução de atividades referentes a implantação do eSocial,  considerando a complexidade do sistema e a interação do mesmo com outras informações de outros módulos do SPED.

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

CUIDADOS QUE AS EMPRESAS DEVEM TER PARA 2022

Segue matéria do Grupo Bahia Associados, publicado no Site Contábeis, comentando e apontando cuidados que as empresas devem ter em 2022 para manter um bom planejamento econômico e financeiro de suas o

DISPOSIÇÕES DA LEGISLAÇÃO TRABALHISTA

Em nossos informativos de 11, 16 e 29 de novembro de 2021 tratamos do Decreto de numero 10854/21 que teve como proposta trazer novas disposições a legislação trabalhista. Uma dessas alterações relacio

INFLAÇÃO ACIMA DA META

As justificativas do Banco Central para o encerramento de 2021 com a inflação em 10,06%, ou seja, acima da meta que era de 3,75% com tolerância de 1,5 ponto percentual, esta relacionada aos preços das