Buscar
  • Grupo Bahia & Associados

ESTUDO VOLTADO A FACILITAÇÃO PARA RECONTRATAR

A Portaria  de número 384/92 do “ex-Ministério do Trabalho”, buscou evitar as chamadas demissões fraudulentas, caracterizadas pela dispensa do colaborador, sem justa causa, com direito a recebimentos de recursos do FGTS e do seguro desemprego, sendo o mesmo colaborador, contratado pela mesma empresa alguns meses após essa dispensa.


A Portaria em questão indica a não possibilidade dessa recontratação no prazo de 90 dias.

Estuda-se, agora, a alternativa de suspensão temporária quanto aos efeitos dessa Portaria, temporariedade, vinculada aos efeitos da pandemia, visando facilitar uma retomada econômica de forma sustentável balizada na empresa repor rapidamente sua força produtiva com a qualidade que mantinha antes da atual situação.


A proposta é não desperdiçar o expertise  operacional adquirido pelo trabalhador, em determinada função, em determinada empresa, o que  resultará em redução de custos operacionais e maior agilidade na volta da empresa a normalidade de suas operações. Além disso teremos, também, a valorização do profissional que pode ter sido demitido por culpa total das circunstâncias econômicas atuais.


Vamos torcer para  o bom senso estar presente nessa avaliação.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

POSSIBILIDADE DE UM NOVO REFIS

Discute-se no Legislativo Federal, a proposta de um novo programa de refinanciamento de dívidas tributárias (REFIS). A proposta original é do Senado que sugere uma graduação para a concessão do refin

PRESERVAÇÃO DOS BENEFÍCIOS DA LEI DE INFORMÁTICA

Em marco/2021 o Congresso promulgou a PEC (Proposta de Emenda a Constituição) de numero 186/2019 que permitiu ao Governo, pagar, em 2021 o auxilio emergencial no montante de R$ 44 bilhões focando os m