Buscar
  • Grupo Bahia & Associados

EXPORTAÇÕES INDIRETAS

O Supremo Tribunal Federal em análise sobre tema relacionado a incidência de contribuições previdenciárias, entendeu pela imunidade dessas contribuições quando das chamadas “exportações indiretas”.


A Instrução Normativa RFB de número 971/2009 em seus artigos 166 e 170 menciona a não incidência dessas contribuições quando a comercialização do produto é realizada diretamente  pelo produtor rural ou cooperativa e produtores rurais com o exterior.


O STF  analisou duas ações que questionavam esss cobranças, quando as exportações ocorriam via tradings companies. A conclusão foi sobre a aplicação da não incidência dessas contribuições, também, nesses casos de exportações indiretas.


O posicionamento cria precedente importante quanto a ratificar a proposta sobre a imunidade tributária buscar a não exportação de tributos, seja de forma direta ou seja através de intermediários exportadores, no caso as empresas tradings companies.

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

O Senado Federal aprovou a Medida Provisória de numero 1108/22 que trata, entre outros temas, do teletrabalho e da jornada de trabalho reduzida nos casos de calamidade pública. A diferença entre essa

O COPOM – Comitê de Política Monetária – do Banco Central, elevou a taxa básica de juros – SELIC – em 0,50 ponto percentual ao ano. Temos assim, o décimo segundo aumento consecutivo que leva a SELIC

Pequenas e médias empresas, por vezes, enfrentam barreiras regulatórias para exportar, e desistem da operação, pois o custo do atendimento da norma pode se tornar inviável em termos financeiros. Há