Buscar
  • Grupo Bahia & Associados

FGTS E OS FUNCIONÁRIOS ESTRANGEIROS

A Justiça Federal e a Justiça do Trabalho deram ganho de causa a empresa que apresentou às mesmas questionamento quanto a necessidade de recolhimento de FGTS sobre rendimento recebidos no exterior por funcionário estrangeiro que teve período de atividades localmente.

A empresa em questão foi autuada pois o colaborador tinha e manteve contrato com a matriz no exterior, e em atividade local, tinha para suportar a mesma mais um contrato específico. O Fisco entendeu que o contrato com a matriz no exterior poderia ser tratado como uma forma de reduzir a remuneração e a tributação local, pois de fato, as atividades do colaborador estiveram sendo realizadas localmente, logo, a base para encargos deveria ser maior.

A empresa argumentou, e teve sua exposição acatada pela Justiça, quanto aos contratos que suportaram as atividades serem diferentes, com propósitos diferentes, sendo que o relacionamento laboral, com a matriz teve quitação de remuneração no exterior e atendeu as regras da legislação trabalhista lá do local, de forma que o artigo 15 da Lei de numero 8.036/1990 (Lei do FGTS) não engloba essa parcela de remuneração no exterior como base de cálculo do FGTS.

10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

POSSIBILIDADE DE UM NOVO REFIS

Discute-se no Legislativo Federal, a proposta de um novo programa de refinanciamento de dívidas tributárias (REFIS). A proposta original é do Senado que sugere uma graduação para a concessão do refin

PRESERVAÇÃO DOS BENEFÍCIOS DA LEI DE INFORMÁTICA

Em marco/2021 o Congresso promulgou a PEC (Proposta de Emenda a Constituição) de numero 186/2019 que permitiu ao Governo, pagar, em 2021 o auxilio emergencial no montante de R$ 44 bilhões focando os m