top of page
Buscar
  • Foto do escritorGrupo Bahia & Associados

ICMS SÃO PAULO - CANCELAMENTO DE DOCUMENTO FISCAL ELETRÔNICO

A legislação do ICMS do Estado de São Paulo, indica que somente poderá ser cancelada a nota fiscal eletrônica que tenha sido previamente autorizado para uso pela SEFAZ (trata-se do chamado - protocolo Autorização de Uso), observando-se que para esse cancelamento, não deve ter ocorrido a saída da mercadoria do estabelecimento, ou seja, não tenha ocorrido o fato gerador do imposto (ICMS). O prazo máximo para cancelamento de uma NF-e no Estado de São Paulo é de 24 horas a partir da autorização de uso.


Passado esse prazo os Pedidos de Cancelamento de NF-e, pelas normas que tratam do assunto, serão recebidos via sistema até 480 horas da Autorização de Uso da NF-e. Nessa situação a empresa solicitante do cancelamento (a emitente da NFe) fica sujeita a penalidade prevista no Regulamento do ICMS-SP para a situação. Essa multa pode ser de 1% (não inferior a 6 UFESP) ou de 10% do valor da operação (não inferior a 15 UFESP).


Temos agora a Decisão Normativa CAT de número 05/19 que indica, obedecidos os prazos acima comentados, a solicitação de cancelamento pode ocorrer através de chamada denuncia espont?nea, base no artigo 138 do CTN (Código Tributário Nacional) e artigo 88 da Lei número 6374/90 que no Estado de São Paulo rege as disposições do ICMS.


Essa solicitação de cancelamento, pela Decisão Normativa CAT 05/19, pode ocorrer através do sistema eletrônico da Secretaria da Fazenda e Planejamento ou junto ao Posto Fiscal da jurisdição da empresa.


Importante considerar que a denúncia espont?nea ocorrida antes de qualquer ação de fiscalização coloca o contribuinte à salvo de penalidades (Artigo 88 da Lei número 6374/90).

6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

A NOVELA DA DESONERAÇÃO

Com efeitos imediatos, o  ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Cristiano Zanin, atendeu a solicitação  do governo e do Congresso Nacional, suspendendo  por 60 dias a liminar que havia derrubado

PREÇO DE TRANSFERENCIA

Questão interessante chegou ao Judiciário. Uma empresa de São Paulo, obteve liminar na Justiça Federal, para não aplicar em suas operações, as novas regras de preço de transferência (transfer price).

Komentarai


bottom of page