Buscar
  • Grupo Bahia & Associados

LEI DA RECUPERAÇÃO JUDICIAL E FALENCIA

A Lei de numero 14112 de 24 de dezembro de 2020 alterou disposições da Lei de número 11101/2005 que originalmente tratou de regular questões relacionadas a recuperação judicial, extrajudicial e de falência das empresas.


Pontos mais importantes alterados, tem relação com a possibilidade do empresário, em recuperação judicial, caso obtenha autorização do Juiz responsável pelo processo, possa buscar e ter aprovação de financiamento usando bens pessoais como garantia. Também tivemos alteração no prazo de parcelamento de tributos federais, prazo este que era de 84 meses e passou a ser de 120 meses para empresas em situações mencionadas da Lei. Outra abordagem interessante da alteração, refere-se ao urgenciamento do período necessário para que o empresário, nas condições abordadas pela Lei, possa dar início a outra atividade empresarial.


A proposta é que a alteração trazida a Lei de recuperação judicial e falência possa proteger de maneira mais efetiva o empresário que esteja em situação financeira difícil, mas em condições de restabelecer possibilitando, também, ajuda-lo na retomada da atividade empresarial.


Essa é mais uma aposta do Governo, somada ao agregado de outras normas legais, para possibilitar, também, a manutenção e geração de postos de trabalho, e de incremento de ações a atividade econômica.

8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

POSSIBILIDADE DE UM NOVO REFIS

Discute-se no Legislativo Federal, a proposta de um novo programa de refinanciamento de dívidas tributárias (REFIS). A proposta original é do Senado que sugere uma graduação para a concessão do refin

PRESERVAÇÃO DOS BENEFÍCIOS DA LEI DE INFORMÁTICA

Em marco/2021 o Congresso promulgou a PEC (Proposta de Emenda a Constituição) de numero 186/2019 que permitiu ao Governo, pagar, em 2021 o auxilio emergencial no montante de R$ 44 bilhões focando os m