Buscar
  • Grupo Bahia & Associados

O CIRCULO VICIOSO DE AUMENTO DE JUROS, AUMENTO DE DEFICIT NOMINAL, AUMENTO DA DÍVIDA PÚBLICA

O risco de entrarmos no círculo vicioso que intitula esse comentário é o baixo crescimento, ou, a não recuperação econômica em “V” conforme se espera.

Para eliminar esse risco, precisamos transmitir segurança em ações voltadas a essa proposta de recuperação rápida e acentuada. Se não tivermos evidencias reais de controle de juros, de controle de déficit orçamentário, e consequentemente de controle das contas públicas, estaremos diante de forte tendência de um crescimento irrisório. Essa é a importância de se ter a administração dos gastos que são necessários para o combate a pandemia da covid-19. Esses gastos em abril/2020 eram previstos em R$ 250 bilhões, em junho/2020 a previsão era de R$ 404 bilhões, no final de setembro/2020 os mesmos eram estimados em R$ 590 bilhões.

Parte desses valores visa contemplar o auxílio emergencial, que inicialmente estimava-se ser de R$ 124 bilhões, e atualmente comenta-se ser de R$ 322 bilhões.

Fundamental atender os necessitados, mas esse atendimento deve estar sob os necessários controles de gastos, sem viés político, e sim com o objetivo único de ajudar aos que mais precisam.

25 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

POSSIBILIDADE DE UM NOVO REFIS

Discute-se no Legislativo Federal, a proposta de um novo programa de refinanciamento de dívidas tributárias (REFIS). A proposta original é do Senado que sugere uma graduação para a concessão do refin

PRESERVAÇÃO DOS BENEFÍCIOS DA LEI DE INFORMÁTICA

Em marco/2021 o Congresso promulgou a PEC (Proposta de Emenda a Constituição) de numero 186/2019 que permitiu ao Governo, pagar, em 2021 o auxilio emergencial no montante de R$ 44 bilhões focando os m