top of page
Buscar
  • Foto do escritorGrupo Bahia & Associados

PREÇO DOS INSUMOS INDUSTRIAIS

No segundo trimestre os preços dos insumos industriais subiram em média 6,2%. A composição dessa média tem como componentes o aumento de custo de itens importados na faixa de 17,7% e o aumento de custos de itens locais na faixa de 4,1%.

Apesar dessa variação em alta, no mesmo período os custos industriais caíram 1,5%. Fatores como redução com tributos a recolher, considerando a postergação de recolhimentos, redução de custos sobre o capital de giro, considerando medidas de créditos, e a redução com energia elétrica considerando a demanda reduzida, influenciaram esse percentual.

As projeções para igual período seguinte indicam a escassez de alguns insumos industriais, e o aumento de custos industriais, considerando que o período de postergação de recolhimentos de tributos se encerrará, possivelmente teremos aumento da demanda de energia elétrica elevando o preço da mesma aos níveis de antes da pandemia. Outro ponto que espera-se poderá impactar esse custo é a retomada, para algumas empresas, da normalidade quanto a carga de horas trabalhadas. Item de maior preocupação para o período é a escassez de insumos industriais, que estima-se, terá normalização em até três meses.

6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

MAIS SOBRE A REFORMA TRIBUTÁRIA

A conclusão a que se está chegando, quanto a proposta de alocar produtos a cesta básica nacional, produtos esses que terão alíquota zero do IVA (CBS + IBS), e principalmente, com foco na carne, é que

INFLAÇÃO

As projeções de inflação para 2024 e 2025, revistas pelo Ministério da Fazenda, indicam aumento de percentuais. Para 2024 a estimativa era de 3,7% e agora é de 3,9%, e para 2025 a estimativa era de 3,

SINAL POSITIVO NA ECONOMIA

A informação do Ministro da Fazenda, de que haverá, em termos orçamentários, com vistas a atender  o arcabouço fiscal, o bloqueio de R$ 11,2 bilhões, e o contingenciamento de R$ 3,8 bilhões do orçamen

Comments


bottom of page