top of page
Buscar
  • Foto do escritorGrupo Bahia & Associados

PRORROGAÇÃO DE PRAZOS - PROGRAMA EMERGENCIAL DE MANUTENÇÃO DE EMPREGO E RENDA

O Decreto de número 10422 publicado nesta segunda feira (13 de julho) prorrogou os prazos relacionados aos acordos celebrados com base na Lei de número  14020/2020 (Medida provisória  de número 936/2020).


A prorrogação ocorre da seguinte forma:


-acordos de redução de jornada de trabalho  terão acréscimo de mais trinta dias podendo ter a totalidade de 120 dias;

-acordos de suspensão de contrato de trabalho terão acréscimos de mais sessenta dias podendo ter a totalidade de 120 dias.

O  Decreto também orienta que a suspensão do contrato de trabalho poderá ser efetuada de forma fracionada, em períodos sucessivos ou intercalados, desde que esses períodos sejam iguais ou superiores a dez dias e que não seja excedido o prazo de cento de vinte dias .


Também há a indicação de que o  prazo máximo para celebrar acordo de redução proporcional de jornada e de salário,  e de suspensão temporária do contrato de trabalho, ainda que em períodos sucessivos ou intercalados,  fica acrescido de trinta dias, de modo a completar o total de cento e vinte dias, respeitado o prazo máximo resultante da prorrogação que é também de 120 dias.


Outros pontos importados indicados no Decreto tem relação a : (i) os períodos de redução proporcional de jornada e de salário ou de suspensão temporária do contrato de trabalho utilizados até o dia 13 de julho de 2020 (data de publicação do Decreto em análise) serão computados para fins de contagem dos limites máximos resultantes de prazos mencionados acima; (ii) os colaboradores com contrato intermitente formalizados até 01 de abril de 2020 terão direito ao benefício emergencial mensal no valor de R$ 600,00 (seiscentos reais), pelo período adicional de um mês, contado da data de encerramento do período de três meses; (iii) os pagamentos do Programa Emergencial de Manutenção Emprego e da Renda, bem como do benefício emergencial ao empregado com contrato de trabalho intermitente estão atrelados a disponibilidades orçamentárias.

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

A NOVELA DA DESONERAÇÃO

Com efeitos imediatos, o  ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Cristiano Zanin, atendeu a solicitação  do governo e do Congresso Nacional, suspendendo  por 60 dias a liminar que havia derrubado

PREÇO DE TRANSFERENCIA

Questão interessante chegou ao Judiciário. Uma empresa de São Paulo, obteve liminar na Justiça Federal, para não aplicar em suas operações, as novas regras de preço de transferência (transfer price).

コメント


bottom of page