Buscar
  • Grupo Bahia & Associados

REGRAS LOCAIS DE PREÇO DE TRANSFERÊNCIA E A OCDE

Com o objetivo de fazer parte da OCDE ( ORGANIZAÇÃO PARA COOPERAÇÃO E DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO) – nosso informativos de 05/08/19, 01/07/18 e 04/09/17 – já se sabia que ponto necessário de revisão e ajustes, estaria relacionado as regras do Brasil para acompanhamento de controle do preço de transferência. No mês de dezembro/19 tivemos a divulgação de relatório de estudos realizados por membros da Receita Federal e da própria OCDE.


Nesse trabalho foram indicados pelo menos 30 pontos de divergências entre as regras locais aplicáveis a preço de transferências  e as regras da OCDE.


Desses 30 pontos, 27 trazem risco de dupla tributação. Mediante conclusões identificadas com esse estudo que demandou pouco mais de um ano de análise a proposta, agora, é atualizar as regras locais voltadas a preço de transferência tendo essas alterações maior consonância com as regras da OCDE.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

POSSIBILIDADE DE AUMENTO DO DESEMPREGO PREOCUPA

Trabalhando de forma preventiva a uma possível indicação de aumento do desemprego, O Governo Federal através de sua equipe econômica estuda a aplicação, em 2021, de algumas medidas utilizadas em 2020.

CRÉDITOS DE PIS E COFINS

A decisão do STJ – Superior Tribunal de Justiça de fevereiro de 2018, que tratou de conceitos de essencialidade e relevância para apropriações de créditos de PIS e Cofins, teve, novamente, impacto em

ALTERNATIVA PARA A GERAÇÃO DE EMPREGOS

O Ministério da Economia tem como um de seus principais objetivos para 2021, a retomada do emprego no país, considerando o alto nível de ausência de carteiras de trabalho assinadas antes da pandemia,

© 2020 por Grupo Bahia & Associados

  • LinkedIn Social Icon