Buscar
  • Grupo Bahia & Associados

SUPERAVIT PRIMÁRIO – QUAL A PREVISÃO?

Atualizado: Set 11

O superávit primário indica que o Governo arrecadou mais do que gastou, mas sem considerar as despesas com juros e correção monetária da dívida publica que trazem efeitos de exercícios anteriores.

No Projeto de Diretrizes de Lei Orçamentária (PLDO) para 2021, que o Governo Federal encaminhou para o Congresso referente ao exercício de 2021 há a indicação de déficit primário até 2023, ou seja, sem previsão de superávit neste período. A previsão é gastar mais do que se arrecadará.

Para o ano de 2021 esse déficit primário é estimado em R$ 237 bilhões, para 2022 em R$ 184 bilhões, e para 2023 em 152 bilhões. Assim nos próximos três exercícios esse déficit deverá atingir a cada dos R$ 573 bilhões.

Com esses números a projeção do Governo indica a possibilidade de alcançarmos o superávit primário em 2027. Obviamente fatores como a pandemia do coronavirus, o impacto que ela trouxe a economia, a retomada das atividades econômicas e outros mais, estão relacionados a essas projeções.

Vital é combater o mal gasto governamental. Importante é termos uma reforma administrativa que elimine no possível regalias para poucos transferindo o custo para todos. Controlar os gastos governamentais é o primeiro passo para o equilíbrio das contas públicas. Se formos buscar arrecadar mais para fazer frente as despesas governamentais que tendem a aumentar, poderemos sufocar a atividade econômica com uma carga tributária sem precedentes.

6 visualizações

© 2020 por Grupo Bahia & Associados

  • LinkedIn Social Icon