Buscar
  • Grupo Bahia & Associados

AUMENTO DE IMPOSTOS NOS EUA

O pacote voltado a infraestrutura dos EUA que contempla US$ 2 Trilhões, traz consigo a indicação de aumento de impostos para as empresas, o chamado aumento de impostos corporativos. A proposta é elevar esses impostos de 21% para 28%, e também focar a tributação das empresas americanas localizadas em paraísos fiscais, sendo essa taxação de 21%.


É parte do que podemos chamar, nova proposta de tributação, a eliminação da isenção para os primeiros 10% de ganhos produzidos internacionalmente pelas empresas americanas.


O plano é realmente ousado, destinando US$ 621B para a reforma da infraestrutura, envolvendo estradas, pontes, ferrovias, portos, aeroportos, transporte público, e veículos elétricos. Contempla também, US$ 100B para a modernização da rede elétrica e geração de energia limpa, US$ 213B para a eficiência do consumo residencial de energia, e US$ 100B para esse mesmo objetivo mas destinado as escolas públicas. Haverá o direcionamento de US$ 180B para a pesquisa e desenvolvimento em área da inteligência artificial e biotecnologia, e US$ 300B serão destinados a subsídios industriais, como, por exemplo, a produção de chips.


Apesar da grandeza do pacote econômico, representantes das áreas da indústria e comércio, avaliam que o aumento de impostos pode reduzir o ritmo da recuperação da economia no país.

6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

CUIDADOS QUE AS EMPRESAS DEVEM TER PARA 2022

Segue matéria do Grupo Bahia Associados, publicado no Site Contábeis, comentando e apontando cuidados que as empresas devem ter em 2022 para manter um bom planejamento econômico e financeiro de suas o

DISPOSIÇÕES DA LEGISLAÇÃO TRABALHISTA

Em nossos informativos de 11, 16 e 29 de novembro de 2021 tratamos do Decreto de numero 10854/21 que teve como proposta trazer novas disposições a legislação trabalhista. Uma dessas alterações relacio

INFLAÇÃO ACIMA DA META

As justificativas do Banco Central para o encerramento de 2021 com a inflação em 10,06%, ou seja, acima da meta que era de 3,75% com tolerância de 1,5 ponto percentual, esta relacionada aos preços das