top of page
Buscar
  • Foto do escritorGrupo Bahia & Associados

DIFICULDADES DO e_SOCIAL

Reportagem do site “Convergência Digital” indica que somente uma  de cinco empresas  obrigadas a entrega do e_Social nessa  fase de apresentação de informações realizaram o encaminhamento de dados.

O Coordenador o e_Social não classifica a ocorrência como uma grande surpresa, mas enfatiza  que é um número baixo e que o fato preocupa os órgãos fiscalizadores que estão à espera das informações.

Segundo ele, as empresas estão sendo procuradas através de correspondências emitidas pelo site da Receita Federal, onde receberão alerta quanto ao prazo e ocorrência e questionamentos sobre o surgimento de problemas. Também órgãos de classe estão sendo procurados para que possam dar suporte junto aos associados quanto a pesquisa sobre as dificuldades na geração e encaminhamento das informações.

Trabalha-se nessa primeira fase com a consciência de que dificuldades ocorrerão. Dificuldades como divergências de números cadastrais, por exemplo, de PIS que poderão estar diferentes na base de informações e na base de validação, ou mesmo necessidade de adaptação em sistemas desenvolvidos pelas empresas para atender a obrigatoriedade de transmissão de dados.

Fato é que o atendimento da obrigação é realmente complexo, que as  empresas vem se preparando para ele, já há algum tempo, que a implantação do obrigação, alterou até aspectos de controles internos voltados a dados e registros dos trabalhadores. Aspectos de governança para essas atividades tornaram-se mais rigorosos.

As empresas que já estão obrigadas a entrega devem  correr contra o tempo para o cumprimento dos prazos, já as empresas que iniciam a entrega  partir de junho, devem estar finalizando os preparativos e buscando conhecimento com base nas dificuldades ocorridas atualmente por aquelas que estão com problemas na geração de informações e encaminhamento das mesmas.

8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

A NOVELA DA DESONERAÇÃO

Com efeitos imediatos, o  ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Cristiano Zanin, atendeu a solicitação  do governo e do Congresso Nacional, suspendendo  por 60 dias a liminar que havia derrubado

PREÇO DE TRANSFERENCIA

Questão interessante chegou ao Judiciário. Uma empresa de São Paulo, obteve liminar na Justiça Federal, para não aplicar em suas operações, as novas regras de preço de transferência (transfer price).

Comments


bottom of page