top of page
Buscar
  • Foto do escritorGrupo Bahia & Associados

BANCO CENTRAL ELEVA A TAXA DE JUROS

O Comitê de Política Monetária – COPOM – elevou a taxa básica de juros em 0,5 ponto percentual. Com isso a SELIC passa de 12,75% ao ano para 13,25% ao ano. O indicativo é de que a fase de aperto monetário ainda não terminou, de forma a termos, provavelmente, na próxima reunião do COPOM nova alta de juros seguindo o mesmo nível dessa última.


Esse reajuste na taxa de juros, fez com que a SELIC atingisse o patamar mais alto em cinco anos e meio. O ciclo de aumento atual teve início em março/2021 quando a SELIC estava em 2% ao ano, assim desde essa fase, no que se refere a aumento de taxa de juros já temos elevação acumulada de 11,25 pontos percentuais, que é a mais longa da serie histórica. O banco Central deixa claro que busca controlar uma inflação persistente e disseminada, assim como busca, também, combater a deterioração de expectativa de combate da mesma para 2023. As decisões atuais já são tomadas com vistas ao próximo ano, para o qual o Conselho Monetário Nacional fixou a inflação em 3,25% com margem de tolerância de 1,5 ponto percentual para mais ou para menos.

12 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

A NOVELA DA DESONERAÇÃO

Com efeitos imediatos, o  ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Cristiano Zanin, atendeu a solicitação  do governo e do Congresso Nacional, suspendendo  por 60 dias a liminar que havia derrubado

PREÇO DE TRANSFERENCIA

Questão interessante chegou ao Judiciário. Uma empresa de São Paulo, obteve liminar na Justiça Federal, para não aplicar em suas operações, as novas regras de preço de transferência (transfer price).

Comments


bottom of page