top of page
Buscar
  • Foto do escritorGrupo Bahia & Associados

COMPARATIVO DE ENCARGOS SOBRE FOLHA DE PAGAMENTO

Em comparativo realizado entre o Brasil e países membros da OCDE – Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico, quanto a encargos sobre a folha de pagamento, como era de se esperar, houve a indicação de que esse percentual, para o Brasil, é quase o dobro com relação a parcela considerável dos outros países.

Em um universo de pesquisa relacionado a 16 países, a tributação média sobre a folha salarial ficou em 14,6%.

O Brasil tem esse percentual de encargos na ordem de 28,8%, a França na ordem de 26,6%, Áustria, Suécia, Espanha em 20%, Estados Unidos, Reino Unido, Canadá e Coreia do Sul em 10%, e Austrália em 5,6%.

Análise simples, demonstra que o fato de se ter mais encargos sobre a folha de pagamento, impacta diretamente no custo do produto e na competitividade da empresa. Isso no tocante ao mercado local onde, em teoria, em determinadas faixas de concorrência os competidores possuem o mesmo percentual de encargos fica atrelado a negociações comerciais, já para o mercado externo, temos um componente efetivamente desfavorável em termos de composição de custos.

A proposta atual de redução de encargos de folha de pagamento, componente de sugestão, para a reforma tributária, é bem vinda, mas é preciso ter atenção sobre qual será ela e a sua forma de aplicação. Precisamos reduzir esses encargos, e não transferi-los de linha na análise de custos operacionais.

60 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

PIS - COFINS E O ICMS-ST

A 1ª Seção do Superior Tribunal de Justiça – STJ,  por decisão unânime, em julgamento de recurso repetitivo, ou seja, com decisão base para instancias inferiores do Judiciário, entendeu pelo não aprov

AUTODECLARAÇÃO DE ORIGEM

Conforme mencionamos em informe anterior  (NOVO REGIME DE ORIGEM – MERCOSUL), os membros desse mercado comum,  decidam por adotar o método de comprovação de origem identificado como autodeclaração _ a

NOVO REGIME DE ORIGEM - MERCOSUL

O Decreto de número 12058/24, tratou do 218º Protocolo Adicional ao Acordo de Complementação Econômica número 18 do MERCOSUL,  firmado entre Brasil, Argentina, Paraguai, e Uruguai. Esse Protocolo Adic

Commentaires


bottom of page